quarta-feira, 28 de outubro de 2009

A Volta ao Bonde em 90 Dias

29 de julho. E o nosso Bonde parou. Ele é puxado a burro, não sei se vocês já repararam. Literalmente. Pois empacou, de não ter santo que dê jeito.

Principalmente, andei atolado demais em trabalho por todo esse tempo, embora minha receita nem de longe em momento algum refletisse um aumento realmente proporcional a esse empenho praticamente suicida. Que nada! Certamente não há de ser por aí.

Hoje entrego com alguns minutos de atraso uma tarefa rotineira por e-mail esperada para as 14 horas e ainda não chegou outra. Tanto melhor. Pausa pra respirar. Retardo novamente a hora do almoço e venho aqui a esse espaço meu santuário só pra tocar o Bonde ao menos um trechinho adiante, senão os agora já 65 passageiros habituais acabam resolvendo fazer a pé mesmo os passeios que vinham fazendo nesse bonde. (meu profundo agradecimento de coração mesmo a todos, mais uma vez por favor desculpem-me as longas demoras em tomar conhecimento de cada um dos comentários e em respondê-los, e em retribuir cada visita) No varejo, tenho pedido paciência a alguns, mas reconheço: haja paciência.

Entre parentes, amigos próximos, colegas de trabalho, enfim no meu espaço de vida, são bem poucas as pessoas que cultivam o hábito de ler e praticamente ninguém mesmo me lê. No tempo do papel e caneta eu nunca tive quem compartilhasse minha produção. Ficou uma coisa eremita demais meu escrever, e totalmente sem rumo além de totalmente sem propósito.

Quando não sem surpresa descubro na que blogosfera existe quem me leia (e aprecie), achei que mesmo já sendo um cinquentão ainda faria sentido inaugurar uma nova fase altamente produtiva na vida, em que me dispunha a simplesmente escrever pelos cotovelos pra ver no que daria.

Em 2008, o blog Veleidades no extinto Globo Onliners tornou-se a menina dos meus olhos. O leitorado de então foi se chegando e comentando cada escrito postado e me dando tanto incentivo, tanto carinho, que eta! cheguei a entusiasmar-me, sim.

Mas o Globo Onliners saiu de repente do ar, em maio passado. Muita gente de lá que conheci pelo menos virtualmente migrou pra cá, pro Blogspot, onde eu já mantinha este blog. Essa acorrência aumentou bem o movimento daqui do Bonde. Vários dos meus habitués são também ex-GOs. Nem tudo estava perdido, então. E o Bonde andava, e muito bem, obrigado.

Desmembrei-o em outros blogs para separar assuntos (Lexicografia) ou exercitar meu poliglotismo (Me and my English, En français aussi, pourquoi pas?) deixando o Bonde exclusivamente para minhas generalidades expressas em português. Vislumbrei escrever em outras línguas também, como exercício possivelmente interativo. Seria dar a cara a tapa na blogosfera, criar expectativas de desempenho que só se desse pra não fazer mais nada eu seria capaz de atender. Mas também poderia constitui-se em prova incontestável de competência a meu crédito, o qaue me interessaria, sim, e a longo prazo ainda viria a ser de outras serventias. As línguas que passei a vida toda estudando elas EXISTEM, sim. Quem as fale também. Simples, não? Pois há quem não entenda sequer isso. Enfim, acabaram ficando mesmo só na intenção esses outros blogs irmãos (ou filhos) do Bonde. Um blog em italiano, outro em espanhol, um sobre o defunto latim que por falta de exercício está morrendo também mais outra vez - o meu latim. Quem sabe um dia ainda retome esses mirabolantes planos.

Pode ser que pela blogosfera seja veiculada uma profusão de ideias quiçá úteis para o universo de quem lê. Elas fervilham em mim, ociosamente, às vezes, querendo porque querendo "sair pra fora", ganhar mundo virtualmente. Porém as mais das vezes elas elas se reprimem, encolhem e recolhem à própria inutilidade.

Vejam, ilustres passageiros: estou voltando.

26 comentários:

Chica disse...

Que bom! Eu já estava mandando uym guincho rebocar teu bonde,rsrssr...Um abração e bom retorno!chica

SAM disse...

Já estava saudosa... Um beijo, amigo!

neo-orkuteiro disse...

Pois é, Chica.
Ainda bem que não precisou do guincho.
E depois de tanto silêncio tenho você com este seu humor sempre up como comentarista inaugural.
Ê!
Abração, Chica, grato.

neo-orkuteiro disse...

Pois é, Sam, acontece mesmo de tudo. Mas ao Bonde ainda resta essa alegria de receber você. Ele tem que continuar andando.
Um beijo, amiga!

Graça disse...

João,
...a volta ao bonde em 90 dias... literalmente!!!
É incrível, parece até que você fez de propósito, só para colocar esse título magistral em seu post...
Metido, hein???
Brncadeiras à parte, amigo querido, saiba que concordo que deixe fervilhar essas ideias dos outros blogs em você, não as deixa morrer, pois sempre haverá leitores para todo tipo de leitura e todo tipo de assunto: basta você acioná-los, ir atrás, procurá-los, convocá-los...
Acho que é aqui que reside o grande segredo da blogosfera e não preciso dizer isso a um homem culto, esclarecido e antenado como é o meu amigo!!!
Estou apenas a lembrá-lo...
OBRIGADA POR VOLTAR!!!!!!!!!!
Um grande abraço.
Amei ler você.
Se puder, visite-me no meu
botoesmadreperola.blogspot.com
Sua presença lá é importante, quero que veja um Projeto Educacional (simples, mas que deu certo).
Aguardo e agradeço.

Angélica Tulhol disse...

Neo, D-E-M-O-R-O-U, hein??
Vê se não foge outra vez!!
Abraço,
Angélica

Zilda Santiago disse...

Muito bom ter vc de volta!!!!!!!!!Sempre gostei mt de latim,aliás,fui uma ótima aluna,mas não lembro quase nadica de nada.Grande beijo amigo e manda estas ideias que devem ser brilhantes para enriquecer a net.

neo-orkuteiro disse...

Fui lá, Graça. Adesão certa. É da maior importância muktiplicar estas experiências bem sucedidas em ponto pequeno. Há uma relação cuto/benefício pra vá de favorável. Imagino agora dilúvio de paz sobre nós todos, tudo tendo partido das palavras. É bom. Adotei a ideia.

neo-orkuteiro disse...

Angélica, você agora pode inspirar-se em sua homônima famosa da televisão, aquela que "vai de táxi", com a opção de também ir de bonde. Não haverá mais tão longas paradas.
Obrigado por prestigiar.
Devo voltar aos seus Ambientes, também, que andam e cantam.
Abraço

neo-orkuteiro disse...

Grato, amiga Zilda, pela presença e pelo incentivo.
Pode apostar como nunca perderei de vista que somos todos aprendizes.

Tere Tavares disse...

Depois da pausa o recomeço; é assim sempre, ou quase sempre.
De definitivo o passar, o devir e o presente. Dasandar jamais!
Beijos

neo-orkuteiro disse...

Estou definitivamente de acordo quanto ao que de definitivo há, Terê. Obrigado por ter voltado a esse Bonde que já não andava mais.
Beijos

Hermínia Nadais disse...

ÓI! Tá lindo o blog, gosto muito de o visitar! aprecio imenso a sua maneira de se expressar.
Seja feliz, Abraço

Angélica Tulhol disse...

Oi Neo, você acreditaria se eu dissesse que não sei de quem está falando porque minha estatística diante da TV quem sabe seja umas três ou quatro horas por mês e NUNCA nos globais e similares?
Decepcionei?
Abraço!
Angélica

Graça disse...

Neo,
voltei para lhe agradecer a adesão e também por acreditar, como eu, que mesmo as mais pequeninas ideias podem, sim, vingar e crescer, romper fronteiras, atavessar mundos.
Acredito, pois assim é.
Abraços fraterníssimos!!!

Rosemari disse...

João

Que gostoso poder andar novamente no bonde .
Adoro quando você ecreve e desculpe não ter vindo antes mas ando muito atarefada também.
Vamos lá, quero ver esse Bonde Andando.
bjs,

neo-orkuteiro disse...

Obrigado, Hermínia, pela presença, comentário, votos e por sdeguir o Bonde.
Felicidades, abraço.

neo-orkuteiro disse...

Impossível decepcionar-me com esta informação.
Bem ao contrário, nisto parecemo-nos, Angélica.
Também "Não tenho paciência pra televisão" como diziam os Tribalistas.

Obrigado pela presença.

neo-orkuteiro disse...

Não há de quê, Graça. Sempre bem vinda. Abraços.

neo-orkuteiro disse...

Agora anda, Rosemari.
Procurarei ser um condutor mais diligente, doravante.
Beijos

Beth do Alô Mensagem disse...

Neo
Vi que vc se colocou como seguidor do meu Blog e cheguei até aqui para conhecer o seu.
Vejo que peguei o "bonde" andando, mas tive a sorte de chegar num momento em que vc está de "primeira" ainda né?
rs
Já entrei viu?
E gostei estou entre as bem poucas pessoas que cultivam o hábito de ler.
Um beijo

neo-orkuteiro disse...

Beth, bem vinda.
Mas não é mesdmo pra quem lê que quem escreve escreve?
Assim, o bonde anda bonito nos seus trilhos.
O diálogo entre blogs está aberto.
Beijos

Chica disse...

Empacou novamente o bonde???Um abração,linda semana!chica

Eliana Mora (El) disse...

OI

Gostei, e concordo com a última parte. Engraçado, são muitas, muitas idéias que terminam por adormecer, dormir - como muitos amores antigos - para sempre.

beijão,

El

neo-orkuteiro disse...

Chica, bem lembrado. É necessário reabastecer o Bonde, senão é novo empacamento. Mas não mais trimestral, isso é certo.
Abração e uma ótima semana, também.

neo-orkuteiro disse...

Obrigado pela visita, El.
Devo-lhe retribuição, e não só aqui, eu sei. As coisas ainda se ajeitam para que a administração do tempo fique mais eficiente.
Beijão