domingo, 1 de junho de 2008

E então?

Para ser lido, a primeira coisa a se fazer é, obviamente, escrever.

E é isso que estou fazendo agora.

Mas, e a segunda?

Tenho constatado que ninguém comenta meus posts e que recebo pouquíssimas visitas aqui .

Clico sempre em "próximo blog", e isso me faz passear aleatoriamente por blogs e mais blogs do mundo inteiro, em diversas línguas, e todos têm uma característic em comum com o meu. São praticamente ignorados.

Cheguei a postar alguns comentários em blogs estrangeiros (muito bons, alguns) que passam despercebidos de milhões de usuários.

O que é isso? Estou na rede e escrevo. Espero que me leiam. Espero que comentem, também.

Tem nada, não. O Bonde Andando continuará no ar.

13 comentários:

Raquel disse...

Oi Joao,

Obrigada pela vista em ComuniQuel em Imagens, nao tenho tido muito tempo para atualizar, mas em breve iniciarei uma serie sobre a Tailandia.

Besitosss

Anônimo disse...

Besitos retribuídos. Valeu a sua, também.

Denise disse...

João, parabens pelo blog! Espero que nao se incomode se vier visitá-lo sempre!rs

Denise Rodrigues

Márcia Sanchez Luz disse...

João, obrigada por sua visita e comentário em meu blog.
Continue postando, independente de seus textos serem ou não comentados. De minha parte, virei visitá-lo sempre que possível.

Márcia

neo-orkuteiro disse...

Ora, quem vejo por estas bandas? Pouco pego meu próprio bonde andando, por isso só agora tomei conhecimento destas ilustres passagens por ele.

Obrigado, Raquel com a confirmação da retribuição de besitos que acidentalmente saiu como anônimo. Anonimato não é bem o que estou procurando.

Obrigado, Denise. Se não sabia o quanto é bem-vinda, saiba: ao máximo possível! ESpero que Você volte mesmo.

Obrigado, Márcia. Pode contar sempre com novas visitas minhas lá no(s) seu(s) tão poético(s) blog(s).
Neo-Orkuteiro

inbetween disse...

Obrigada pelo seu comentário e em relação a um blog não ser visitado, não me parece muito relevante, pois o que importa mesmo é que as palavras, reveladoras de tanta alma, sejam lançadas para a blogesfera....

inbetween

neo-orkuteiro disse...

Obrigado, Inbetween, por sua ilustre visita e generoso comentário aqui.

Renata Rendeiro disse...

Escrevo porque acho que e necessario compartilhar o que penso e o que sinto. Nem sempre minhas mensagens sao lidas, mas estao ai para serem lidas. A vida e assim, por algum motivo desconhecido tive acesso ao seu blog e aqui estou para te dar forças para que continue escrevendo.
Beijos
Renata

neo-orkuteiro disse...

Obrigado pela visita, Renata (=renascida). Passei lá no seu blog e comentei-te um post. Comuniquemo-nos mais.

JOICE WORM disse...

Oiiiiiiiii
Olha eu aqui!!
Realmente no "Pequeno Milagre" sou mais visível. E tenho leitores excepcionais. Assim como no GO.
Imagine que tenho ainda outro Blog no Blog.com para outros tantos e diferentes leitores e com outros tantos textos diferentes... E digo a todo mundo que não tenho tempo para escrever... Haha.
Tenho pena do GO ter um programa tão fraquinho, torro a paciência esperando que as páginas abram ou que os comentários sejam aceitos.
Aqui no Blogger é mais levezinho e práctico.
Quanto às visitas, no fundo é uma interacção de amizade entre escritoes e leitores e apesar de miita gente dizer que é relativo e não é importante, não acredite!. A coisa mais gostosa que pode haver para quem "escreve" é haver "quem leia"... Senão, qual era a graça de colocar na net? Não vê que na medida que postamos estamos pedindo que nos ouçam? Por ventura gostaria de falar para surdos? Claro que não! Se estes fossem os nossos leitores, postaríamos textos em imagens para receber respostas em imagens, assim sentiríamos que nos comunicávamos, não acha?
Bjs grandes para ti traductor: Aufdersehen!

neo-orkuteiro disse...

Beijos grandes retribuídos, Joice. Este meu blog começou a "funcionar" basicamente porque visitei outros tantos blogs e alguns vieram ver o meu, deixando-me comentários. Outros me "descobriram" pelos comentários que deixo nos lugares da blogosfera onde passo. Outros ainda por acaso. Acontece mesmo de tudo. E isso é bom, muito bom.

Tentativas Poemáticas disse...

Oi, amigo João
Já experimentei essa sensação bem amarga de escrever e não ser lido. Já comentei com alguns bloguistas portugueses e com um brasileiro acerca desse fenómeno. Aqui em Portugal as bloguistas com mais comentários são as artesãs. Tenho algumas como amigas e respeito muito o seu trabalho. Mas é assim mesmo: o crochet, o ponto de cruz, o artesanato, em geral, é o que apresenta mais comentários. Ainda só conheço uma pessoa que atinge os 50 ou para cima disso. Por isso fiquei impressionado com uma bloguista brasileira que tem sempre 100/150 (merecidos, note-se). Para isto também é preciso algum trabalho de marketing. Havemos de falar sobre isso.
Não desista nunca, ok?
A blogosfera precisa de si.
Um grande abraço com desejos de bom fim-de-semana.
António

neo-orkuteiro disse...

Só agora, Antonio, descubro seu comentário que com irreparável atraso agradeço. Tem razão. Vejo igfualmente este fenômeno dos blogs sobre trabalhos artesanais. Eles em geral recebem mais comentários que a média, sim.
Abraço, amigo.