terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Toque mais, Toca!

Acho-me imbuído de uma agradável esperança, por assim dizer, pra este ano ainda pirralho.

Se na área das finanças ele não for pra mim bem melhor do que foi o defunto fresco seu antecessor, tanto pior, a essa altura do campeonato, mas ainda assim o mundo garantidamente continuará com seus movimentos habituais de rotação e translação e todos os etcéteras que venham ao caso, com muita coisa boa ainda reservada, apesar do perigosamente provável desequilíbrio entre minhas colunas pessoais do deve e do haver. No entanto, até pra isso deve haver alguma saída.

O que agora contemplo com o maior otimismo é o que este ano promete representar pra meus castigados ouvidos. Sim, porque pelo visto será um ano musical, com bastantes instâncias de agrado pra eles.

Tive a oportunidade de finalmente conhecer meu neto Victor, filho de outro Victor, meu filho. Embalei-o e o pus a dormir cantarolando as mesmas velhas canções que também cantarolei pra outros bebês. Parece que os bebês realmente apreciam que se cante pra eles, mesmo que se tenha voz de barítono. Por sorte minha eles nem são lá muito exigentes quanto à qualidade técnica do canto, o negócio é só cantar, mesmo.

Em seguida rumei pra Copacabana, neste último dia 31, e conheci algumas pessoas, revi inclusive um artista em formação que é apenas dois anos mais velho que meu primeiro neto. Em família chamam-no de Toca, ou Toquinha, suponho que desde sempre.

Vimos da multidão na praia a tradicional queima dos fogos, fui depois disso dormir onde tenho escova, toalha e chinelos e ao cair da tarde do primeiro dia deste ano visitamos esse jovem pianista. Havia apenas cinco almas presentes: ele, seus pais, a tia dele pelo lado materno e eu. Cinco almas pra quem boa música surte igualmente bons efeitos. Ouvi-lo mostrar tão descontraidamente seu variado repertório foi tão agradável, que pouco faltou pra nós todos esquecermos que o dia seguinte não seria feriado, não.

Hoje pra mim está sendo outro marco biográfico, meu filho mais novo acaba de completar dezoito anos. Daqui pra frente, já não tenho mais filhos menores. E viva a maioridade!

20 comentários:

Thomas Niskier disse...

É sempre um prazer tocar para você. Da próxima vez faremos um violão e piano. Bach, maybe? E parabéns ao Joãozinho! Abraços do Toca.

Eloah Borda disse...

Boa noite, João, gosto do que escreves e do jeito que escreves, por isso segui o link para vir "te" ler. Abraço.
Eloah

João Esteves disse...

Obrigado, Thomas. Bach é sempre uma ideia interessante. Só não sei se já estarei pronto pra duetar contigo da próxima vez, mas como poderá haver muitas próximas vezes, é praticamente certo ainda 'sair' alguma coisa. Abraços.

João Esteves disse...

Sempre é uma grata satisfação pra mim, receber você no Bonde, Eloá. Obrigado. Abraços.

Milene Lima disse...

Esses seus relatos são deliciosos. Quem dera pudesse ter pego Victor no colo, visto a queima de fogos em Copacabana, a Princesinha do Mar, e ouvido o som do Thomas. Aliás, se vingar a ideia dele, por favor registre.

Como li agora pouco numa frase: Feliz dois mil e ter-se!

Beijo, João.
E parabéns pro Joãozinho.

João Esteves disse...

Obrigado, amiga conterrânea de Aurélio, de Graciliano e de tantos outros, por seu comentário. E feliz dois mil e ter-se pra você também. Beijo, Milene.

R. R. Barcellos disse...

Fogos, música, filhos, netos e cantoria... Entraste firme com o pé direito. Belo retrato.
Abraços.

João Esteves disse...

Obrigado, Rodolfo, pelo sétimo comentário deste post. Abraços.

Lais Castro disse...

Uma bela forma de começar o ano, João... com boa música! Um 2012 de arrebetnar!

ᄊム尺goん disse...

puxa! tb queria ter ouvido o pianista!


um beijo

☆Lu Cavichioli disse...

Missão cumprida, JOÃO!!

Com efeito meu amigo, teu pé direito pisou terras de pão de açucar, teus braços carregaram doçura. Teus ouvidos experimentaram musicais notas explodindo em fogos de artifício e a maioridade piscou pra ti...

Você plantou semente, João Presente de Deus!

Blogada histórica no Bonde que continua andando (que bom, pra nós!)rs
bacios caríssimo
Lu C.

João Esteves disse...

Laís, obrigado pela visita e comentário. Quanto a ouvir o jovem Thomas, isto facilmente se arranja. Postarei aqui apresentações dele que tenham sido registradas em vídeo no Youtube. Meu palpite é que você vai gostar bastante. Feliz 2013 pra você também.

João Esteves disse...

Margot, você teria gostado com certeza. Obrigado pelo passeio de Bonde. Um beijo.

João Esteves disse...

Interessante sua leitura, Lu, vejo assim também. Presente de Deus. Obrigado pelo passeio de Bonde. Bacios, caríssima.

PERSEVERÂNÇA disse...

Passando para também adquirir esse prazer da leitura em seus textos,
abraço fraterno
Nicinha

João Esteves disse...

Bem vinda ao Bonde, Nicinha, fico-lhe grato por você prestigiá-lo. Abraço fraterno.

Hermínia Nadais disse...

Bela partilha! Já tinha saudades de andar por aqui!
Feliz 2013

João Esteves disse...

Obrigado pela visita e comentário, amiga Hermínia.
Feliz 2013

Reflexos Espelhando Espalhando Amig disse...

Ei!
Chegando deixo um beijo
e vou ler materia com calma
e
volto pra comentar ainda hoje.
me aguarde.
Catiaho Reflexo d'Alma

João Esteves disse...

Muito agradecido pela visita e por seguir o Bonde, Catiaho. Todas as boas vindas, volte sempre.