segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Aquele Poema.


A professora Gerlane, da Bahia, tem um blog chamado Aquele Poema. Nele, autores e textos são apresentados. Os alunos trabalham de várias maneiras com este material, eles declamam e ilustram poemas por exemplo.
Ela me convidou a participar de seu interessante projeto educativo. Claro que aceitei. Para tanto, enviei-lhe alguns poemas e gravei um vídeo de acordo com o que combináramos, que pus no YouTube, em meu canal.
O vídeo foi enriquecido com música e legendas. O resultado foi este:


Como alguns amigos a quem enviei este vídeo não conseguiram ouvir bem, decidi transcrever na íntegra.

"Olá.
Estou aqui gravando este vídeo para participar, em atendimento ao gentil convite da professora Gerlane do projeto Aquele Poema.
Meu nome é João Esteves, eu sou tradutor-intérprete e nas horas vagas um versejador. Escrevo na internet e acho que literatura é uma arte muito bela. Gosto dos bons autores, dos clássicos de todos os tempos, inclusive tenho acesso a clássicos em várias línguas e é saboroso deleitar-me com bons versos. Tento produzir alguns próprios, vez por outra. Recomendo muito que quem gosta de escrever poesia se dedique a conhecer tratados de versificação, conhecer as regras, conhecer os gêneros, conhecer os bons poetas.
Vou participar aqui com um poema meu, que compartilharei. Esse eu compus baseado na vida real, num episódio de visita que eu tive quando meu filho tinha 11 anos e eu já não o via há mais ou menos um ano. Foi uma breve visita que me pegou de surpresa e assim que ele saiu, alguns minutos depois, me sobrevieram os seguintes versos:

REENCONTRO
Nada tiraria,
nada, nesse dia,
toda essa alegria
do meu coração:
Hoje eu vi João!
Hoje eu vi João!

Quero uma harmonia
rica de poesia
para qualquer dia
pôr numa canção
Já que vi João!
Já que vi João!

Fico embevecido
vendo-o tão crescido
vendo-o tão bonito
vendo-o um rapagão
Como vi João!
Como vi João!

Fez o meu retrato
muito bem, de fato
Eu fui retratado
a tocar violão
Por você, João!
Por você, João!

Talentoso é
pode, se quiser
no desenho ter
uma profissão
Se quiser, João!
Se quiser, João!

Logo, Joãozinho
com irmão e tio
segue seu caminho
volto à solidão
Mas eu vi João!
Mas eu vi João!

A felicidade
ganhou, de verdade
visibilidade
com explicação:
É que eu vi João!
É que eu vi João!

Cantar, bem queria
pudesse, o faria
a voz soltaria
todo afinação
Pra você, João!
Pra você! "

24 comentários:

Milene Lima disse...

Eu já conhecia o poema do João para o João. Eu, do que conheço desse homem tão naturalmente literário, adoro! E todos os convites e homenagens são merecidíssimos.

É sabido da minha admiração, não é?
Beijos, meu caro.

Eliana Mora [El] disse...

Foi muito bom conhecer um escrito teu em poesia, tão belo e suave.

Diria que aqui 'vi outro João' - que ficou bem, sim!


Abraços e beijos

El

Sissym disse...

João, eu vim pegar o Bonde Andando, mas dei de cara com um poema tão fofo! Então reconheci onde estava! rssss aiiii como sou boba!

Boas Festas! FELICIDADES!

Que tenhamos otimos 365 anos juntos, amigo, compartilhando idéias e emoções.

Aquele Poema disse...

Olá João,
Feliz por tão doce postagem!
Grata pela parceria e carinho dedicado ao projeto “Aquele Poema”.
Que em 2013 nossa parceria se renove na 2ª edição do projeto.
Abraços poéticos,
Gerlane Fernandes

R. R. Barcellos disse...

Versos, quando saem assim - de "xupetão" - têm um sabor delicioso...

Feliz Natal, Joões!

João Esteves disse...

Obrigado, cara amiga Milene, pela visita e comentário inaugural. Sua apreciação é apreciada, também. Beijos, minha cara.

João Esteves disse...

Obrigado, amiga El. De você, que compõe versos belos e suaves o tempo inteiro (imagino quanta disciplina) é especialmente gratificante ler este comentário. Abraços e beijos.

João Esteves disse...

Sissym, você não caiu do estribo ao pegar o Bonde andando. Nem cairia, que boba você não é não. Obrigado pelo passeio. Espero ler ainda muitas verdades cruéis em sua página, nos próximos anos e séculos. Boas Festas! FELICIDADES!

João Esteves disse...

Obrigado por ter vindo ao Bonde, Gerlane. Traga pra cá quantas mais vezes queira seu sotaque baiano que aqui tem apreciação certa, e quanto a nossa parceria, espero que prossiga por tempo indefinido. Abraços poéticos.

João Esteves disse...

Obrigado, Rodolfo. Você é craque em redondilhas e com a longa experiência que tem sabe como costuma ser irregular o tempo que se leva ao compô-las. Feliz Natal pra você também, junto aos seus.

MARILENE disse...

Você fez muito bem em aderir. Eu consegui ouvir o vídeo e, como comentei lá, ficou muito belo seu poema.

Tenha um lindo Natal, ao lado das pessoas que lhe são queridas. A fé e o amor são pilares de todos os relacionamentos. Bjs.

João Esteves disse...

Grato pelo comentário, Marilene. Então o negócio é mesmo Fé e amor pra todo mundo e consequentemente mais felicidade geral, pela remoção de todas as infelicidades geradas pela falta destes. Bjs.

007BONDeblog disse...

João

FELIZ NATAL - FELIZ 2013

Com o sincero "LUGAR COMUM" - Saúde e Paz - Tudo de bom.

Um fraterno abraço

João Esteves disse...

Podemos prescindir aqui da originalidade, 007, FELIZ NATAL - FELIZ 2013 pra você também, com tudo o que habitualmente nessas ocasiões se diz. O que vale é que tudo é verdade, mesmo. Obrigado. Um fraterno abraço.

☆Lu Cavichioli disse...

João, meu caro João, desde os tempos do GO a gente se conhece e cadê João?

Coisa bonita vc escreveu meu amigo e que saudade me deu dos velhos tempos daquele nosso versejar entre tantos amigos poetas que se perderam nessa vastidão cybernética.

Mas tá valendo, João - porque hoje você vale por dois:
Um que é poeta
e outro que é paizão!

bacios meu querido amigo!
Lu C.

João Esteves disse...

Obrigado pela visita ao Bonde e pelo comentário deixado, Lu, que corresponde pra mim a uma remissão aos tempos de GO. De alguns dos nossos amigos comuns daquela época, simplesmente perdi o paradeiro. Mas a vida prossegue. Vez em quando visito alguns dos seus blogs ainda ativos, entre os quais principalmente o Quiosque, parada obrigatória, ainda que inassídua e impontual. Fica sempre o mesmo efeito psicológico: vimo-nos, dialogamos. E continuaremos por muito tempo a nos visitarmos.
Bacios minha querida amiga!

Anne Lieri disse...

Muito legal esse projeto,João!Parabéns por sua participação!Vim deixar meus votos de um ano novo bem legal a vc e sua familia!bjs,

João Esteves disse...

Muito lhe a gradeço a visita o Bonde, o comentário, a amizade, Anne. São recíprocos os votos meus para seu 2013, junto aos que lhe são caros. Bjs!

R. R. Barcellos disse...

Este poema-comentário
É coletivo, ao contrário
De outros, individuais;
Feito com tesoura e cola
Como um trabalho de escola
Para afixar em murais.

Tantos amigos eu tenho
E a todos eles venho
Desejar bom Ano Novo
Repetindo com preguiça
Esta mensagem postiça:
Bom recomeço, meu povo!

João Esteves disse...

Valeu a tesoura e cola, RR, pra sua mensagem de fim de ano cheia da originalidade e do humor, sinetes seus. Bom recomeço pra você também.

Suzane Weck disse...

Ola caro amigo,que belo texto poético,e vídeo excelente.Adorei tua visitinha natalina,e quero também desejar-te muita Paz,Saúde e Dinheiro neste Ano de 2013.Beijussss.SU

João Esteves disse...

Suzane, que 2013 venha com tudo o que de bom tem em reserva, e que continuemos a poder apreciar sua arte vocal generosamente compartilhada na blogosfera. Beijuss

✿ chica disse...

Daqui, te aplaudindo,João!!É o que posso fazer! Lindo!1 abração,tuuuuuuuuudo de bom,chica

João Esteves disse...

Muito agradecido, Chica. Abração e tudo de bom pra você também.